Site Overlay

Pensamentos intrusivos

Como profissional da saúde mental, é fundamental abordar a complexidade dos pensamentos intrusivos. Certamente, é uma experiência que afeta significativamente a qualidade de vida e o bem-estar emocional dos pacientes, neuróticos e picóticos.

Embora seja verdade que todos nós, em algum momento, podemos experimentar tais pensamentos, para algumas pessoas, esses pensamentos se manifestam de maneira mais intensa e recorrente, desencadeando angústia e preocupação.

Os pensamentos intrusivos podem desencadear sentimentos de culpa, ansiedade e até mesmo medo ou raiva

Tais pensamentos são caracterizados por surgirem de maneira involuntária e não desejada na mente do indivíduo, muitas vezes em conflito com seus valores e crenças pessoais. Essa dissonância pode desencadear sentimentos de culpa, ansiedade e até mesmo medo, levando a um ciclo de preocupação constante.

É importante reconhecer que, embora os pensamentos intrusivos possam parecer desconcertantes e fora do controle, eles podem estar enraizados em experiências passadas não resolvidas, traumas ou condições psicológicas subjacentes, como Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) ou Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT).

Por que os pensamentos intrusivos acontecem?

É difícil deter uma explicação simples, pois natureza da questão não é totalmente compreendida. Contudo, tais pensamentos podem surgir como resultado de uma combinação de fatores genéticos, biológicos e ambientais.

Quando ocorrem de forma recorrente, podem estar associados a condições psicológicas subjacentes, incluindo o TOC e o TEPT.

Pensamentos intrusivos mais comuns

Os pensamentos intrusivos podem se manifestar de diversas formas, sendo os mais comuns:

1. Pensamentos Negativos:

Estes são caracterizados pela criação de cenários negativos e catastróficos na mente do indivíduo, como medo de demissão, acidentes graves ou morte de entes queridos. São grandes ansiedades que geram angústia.

2. Pensamentos Sexuais:

Os pensamentos intrusivos de natureza sexual podem envolver fantasias inapropriadas ou temores relacionados à infidelidade do parceiro. Geram sentimentos de vergonha e culpa.

3. Pensamentos Agressivos:

Este tipo de pensamento envolve imagens violentas ou agressivas, muitas vezes direcionadas a pessoas queridas. Causam desconforto emocional significativo.

Psicoterapia

Quando os pensamentos intrusivos estão associados a condições psicológicas subjacentes, como TOC ou TEPT, é essencial um tratamento adequado e personalizado, que pode incluir psicoterapia com abordagem psicanalítica, consulta com médico psiquiatra, acompanhamento terapêutico, oficinas terapêuticas e outras intervenções psi.

Em síntese, antes que alguns pensamentos possam tornar-se perturbadores, é possível encontrar maneiras de trabalhar tais pensamentos em psicoterapia para melhorar suas condições de saúde mental.

Como profissional das ciências psi, estou aqui para oferecer suporte e ajudar os pacientes neste tratamento. Por isso, não hesite em buscar ajuda e suporte. Juntos, podemos trabalhar na promoção da sua saúde mental e o seu bem-estar emocional.

Se você está procurando um psicanalista e psicólogo online, talvez eu possa te atender na sua demanda. O que te traz aqui?

Enviar mensagem pelo WhatsApp

Author: Clínica Psicanalítica | Redação

Neste espaço você encontra textos, resenhas, pesquisas bibliográficas e informação da Psicanálise. A ideia é promover um conhecimento básico acerca de questões de saúde mental e clínica psicanalítica.